Processo Seletivo – Piracicaba -SP – Fundamental – Edital 001/2022

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O EDITAL

 

  • Previsão da Prova: 08/05/2022  – p.33 do edital
  • Cargo: Professor Substituto de Ensino Fundamental – TEMPORÁRIO
  • Conteúdo:  pg. 24-25
  • Remuneração: R$ 18,71 por hora/aula
  • ATENÇÃO: Não esqueça de acessar semanalmente o edital completo e acompanhar as informações atualizadas no site da banca.
  • Este Edital Esquematizado NÃO É UM CURSO ESPECÍFICO É um “Roteiro de Estudo” e um “Atalho dos Materiais Existentes” no site. O objetivo é ajudar na organização dos estudos! 

 

DICA DE ESTUDO PARA ESTE EDITAL

Como faltam poucos dias para essa prova sugiro o foco total nas questões de cada livro. Então o ideal é passar menos tempo lendo o material de apoio e mais tempo aprendendo com as próprias questões. Bom Estudo!

Relação entre educação, escola e sociedade: concepções de Educação e Escola; função social da escola;

ARÊAS, Celina Alves. A função social da escola. Conferência Nacional da Educação Básica.

Educação inclusiva e compromisso ético e social do educador. Currículo adaptado para crianças deficientes.

BIANCHETTI, L.; FREIRE, I. M. Um Olhar sobre a Diferença. 9. ed. Campinas: Papirus, 2008.

BRASIL. Resolução CNE/CEB 4/2009 – Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília: CNE, 2009.

Gestão democrática: a participação como princípio

AGUIAR, Márcia Ângela da Silva [et. al.]. Conselho Escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade social. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

CASTRO, Jane Margareth; REGATTIERI, Marilza. “Relações Contemporâneas Escola-Família”. p. 28-32. In: ______. Interação escola-família: subsídios para práticas escolares. Brasília: UNESCO, MEC, 2009.

HADDAD, Jane; SHUDO, Regina. Inventário Emocional: Família e Escola como Territórios de Afetos. Disponível em: 

Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento pleno do educando. Projeto político-pedagógico: fundamentos
para a orientação, o planejamento e a implementação das ações educativas da escola.

LIBÂNEO, J.C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003, capítulo III, da 4ª Parte

Interdisciplinaridade. Currículo,
conhecimento e processo de aprendizagem.

GARCIA, Lenise Aparecida Martins. Transversalidade e Interdisciplinaridade.

Processo de aprendizagem

DE LA TAILLE, Y., OLIVEIRA, M.K.; DANTAS, H. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

FONTANA, Roseli Ap. Cação. Mediação Pedagógica em sala de aula. Campinas: Editora Autores Associados, 1996 (Primeiro tópico da Parte I – A gênese social da conceitualização).

JÓFILI, Zélia. Piaget, Vygotsky, Freire e a construção do conhecimento na escola. In: Educação: Teorias e Práticas, ano 2, nº 2, Recife: Universidade Católica de Pernambuco, dez. 2002, p. 191-208

WEISZ, Telma. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo: Ática, 2009

Alfabetização, Letramento e
Multiletramento. Consciência Fonológica.

ADAMS, Marilyn Jager; FOORRAN, Barbara R.; LUNDBERG, Ingvar; BEELER, Terri. Consciência Fonológica em Crianças Pequenas. Editora Penso, 2012.

TEBEROSKY, Ana; LILIANA, Tolchinsky. Além da Alfabetização: a aprendizagem fonológica, ortográfica, textual e matemática. Editora Ática, 1995

MORAIS, Artur Gomes. Consciência fonológica na educação infantil e no ciclo de alfabetização. Editora Autêntica. 2019

SMITH, Frank. Compreendendo a Leitura: Uma Análise Psicolinguística da Leitura e do Aprender a Ler. Editora Penso, 2003

COSTA, Dircelene M. Gomes da; SANTOS, Eliane. O DESENVOLVIMENTO DA LEITURA NA PERSPECTIVA DO MULTILETRAMENTO. Caderno PDE, v1, p. 1-16. Disponível em:

LERNER, Delia. Ler e escrever na escola: o real, o possível e o necessário. 1ª Edição – Porto Alegre, Artmed, 2002

MORAIS, Artur Gomes. Sistema de escrita alfabética. Editora Melhoramentos, 2012.

Planejamento, seleção, contextualização e
organização dos conteúdos.

COHEN, Elizabeth G.; LOTAN, Rachel A.; LOZANO, José Ruy; CARNEIRO, Mila Molina . Planejando o Trabalho em Grupo: Estratégias para Salas de Aula Heterogêneas. Editora Penso, 2017.

Avaliação diagnóstica ou formadora e os processos de ensino e de aprendizagem.

HOFFMAN, Jussara. Avaliação mediadora: uma relação dialógica na construção do conhecimento In: SE/SP/FDE. Revista IDEIAS n.º 22, p. 51 a 59.

A mediação do professor no processo de aprendizagem; a importância da formação continuada do educador.

NÓVOA, Antonio. Formação de professores e profissão docente. Lisboa; Dom Quixote, 1992. Disponível em 

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002

VASCONCELLOS, Celso. Construção do conhecimento em sala de aula. Libertad – Centro de Pesquisa, formação e Assessoria Pedagógica. 14ª ed., 2002

Ensino Híbrido. Uso das
ferramentas digitais no processo de ensino e aprendizagem

BACICH, Lilian; Tanzi Neto, Adolfo, Trevisan, Fernando De Mello. Ensino Híbrido: Personalização e Tecnologia na Educação. Editora Penso. 2015

BACICH, Lilian; MORAN, José (org.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

 O ensino da Matemática nos Anos Iniciais por meio da resolução de problemas. As ideias envolvendo as quatro operações aritméticas básicas.

PARRA, Cecília. Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Artmed, 1996

Ensino de Ciências

CACHAPUZ, A. et al. A necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo, Cortez, 2011

PENTEADO, Heloísa Dupas. Metodologia de História e Geografia. São Paulo: Cortez, 2011. (Cap. 1, 2 e 3)

LDB, ECA, Constituição, BNCC do Ensino FUndamental

Base Nacional Comum Curricular

BRASIL. Constituição Federal/1988 – artigos 205 a 214 e artigo 60 das Disposições Constitucionais Transitórias. Emenda 14/1996.

BRASIL. Lei Federal nº 8.069/1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente (atualizada): artigos 7º a 24, 53 a 69, 131 a 140.

BRASIL. Lei Federal nº 9.394/1996 – Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional (atualizada).

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Base Nacional Comum Curricular – A Etapa do Ensino Fundamental – Anos

BRASIL. Resolução CNE/CEB 04/2010 – Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: CNE, 2010

Currículo da Rede Municipal de Educação de Piracicaba.

PIRACICABA, Prefeitura Municipal de. Secretaria Municipal de Educação. Currículo da Rede Municipal: Piracicaba, 2021

Lei Orgânica do Município de Piracicaba: Capítulo VIII – Da Educação, Cultura, Esporte e Lazer – Seções I e II (art. 251 a 266). (Dica: ver aula da LDB e CF - Direito a Educação- Antes dessa leitura)