O Espaço de aprendizagem – Educação Infantil

Na sua concepção mais comum, o termo espaço significa: “Extensão indefinida” (Aurélio). Tal definição nos dá uma ideia do espaço como algo “físico”, ligado aos objetos que são os elementos que ocupam o espaço.

Segundo Forneiro, podemos destacar dois termos que estão intimamente ligados, porém com significados distintos:

O termo espaço refere-se ao espaço físico, ou seja, aos locais destinados para a atividade, caracterizados pelos objetos, pelos materiais didáticos, pelo mobiliário e pela decoração. O termo ambiente refere-se ao conjunto do espaço físico e as relações que se estabelecem no mesmo (os afetos, as relações interpessoais entre as crianças e adultos, entre crianças e sociedade em seu conjunto)” (Forneiro, 1998, p. 232).

Quando entramos em uma escola, os móveis e sua distribuição, os espaços, as pessoas, etc., tudo nos informa sobre o fala do tipo de atividades que ali é realizado se realizam, da comunicação entre os alunos dos diferentes grupos, das relações com o mundo externo, dos interesses dos alunos e dos professores.

O Ambiente é  uma estrutura formada por quatro dimensões:

 

  • Dimensão Física

Compreende os objetos e materiais que compõem o ambiente. É o espaço físico, como o mobiliário, elementos decorativos, etc.

  • Dimensão Funcional

É caracterizada pela forma de utilização dos espaços. Um tapete pode servir tanto para um encontro e comunicação quanto um canto de construções, por exemplo. Dessa maneira podemos falar em canto das construções, do jogo simbólico, da música, da biblioteca, etc.

  • Dimensão Temporal

Refere-se à organização do tempo, portanto ao período em que serão utilizados os diferentes espaços. O tempo das atividades está necessariamente ligado ao espaço onde se realiza cada uma delas.

  • Dimensão Relacional

Refere-se às diferentes relações que se estabelecem dentro da sala de aula, como os modos de se ter acesso aos espaços, às normas e a forma como se estabelecem os grupos para a realização das atividades (grandes ou pequenos grupos, duplas, individual).

Na Educação Infantil, a forma de organização do espaço e a dinâmica que for gerada da relação entre os seus diversos componentes irão definir o cenário das aprendizagens:

O ambiente da sala de aula é muito mais do que um lugar para armazenar livros, mesas e materiais. Cuidadosamente e organizadamente disposto, acrescenta uma dimensão significativa à experiência educativa do estudante, atraindo o seu interesse, oferecendo informação, estimulando o emprego de destrezas, comunicando limites e expectativas, facilitando as atividades de aprendizagem, promovendo a própria orientação e apoiando e fortalecendo através destes efeitos o desejo de aprender” (Loughlin e Suina, 1987 p. 16).

Dessa forma, faz-se necessário compreender que o espaço físico escolar, dependendo de como os elementos estão dispostos, pode contribuir de maneira positiva ou negativa para a interação e também para a aprendizagem.

Elementos importantes a serem destacados na hora de organizar o espaço, a fim de promover as diversas vertentes do aprendizado:

  • Mobília: O mobiliário é uma peça muito importante e deve-se levar em consideração na hora de organizar o espaço de aprendizagem. É necessário que a estruturação desse espaço seja bem distribuída, de forma a contribuir enormemente para que a criança construa sua própria noção de espaço. Desse modo, a própria maneira de organizar o espaço constitui, em si mesma, um conteúdo de aprendizagem.
  • Materiais Didáticos: Constituem outro indicador muito válido, pois apresenta os tipos de atividades a serem realizadas pelas crianças e a forma com que as educadoras abordam as necessidades delas, sejam elas de cunho emocional ou cognitivo.
  • Decoração: A sala de aula é um lugar propício à educação. Dessa forma, a decoração, como as cores, a exposição dos trabalhos feitos, a exposição de numerais ou até mesmo o alfabeto, podem contribuir de forma positiva no ensino-aprendizagem.

 

 

Texto encontrado no site Portal da Educação.